Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fashion Words

By Dora Costa

Fashion Words

By Dora Costa

Óscares 2018: o melhor da passadeira vermelha

06.03.18

 

Falemos agora, daquilo que tanto gosto nas festas de cinema: a passadeira vermelha.

 

  A da 90ª edição dos Óscares da Academia, fica marcada por vestidos de tons claros, em branco principalmente, mas também houve quem optasse por vestidos brilhantes e de cores marcantes.

 

O preto foi deixado de lado pela maior parte das estrelas que desfilaram na passadeira vermelha e o movimento #Metoo, apesar de referido em muitos dos discurso dos vencedores da noite, foi muito menos mencionado do que eu própria esperava.

 

 

Aqui ficam alguns do meus preferidos:

 

1020 (18).jpeg

Samara Weaving - gosto tanto deste vestido! 

 

1020 (19).jpeg

Molly Sims - perfect! 

 

 


GettyImages-927250916.jpg

 Jennifer Lawrence - O vestido não me convence, mas a maquilhagem, o cabelo e o conjunto estão maravilhosos. 

 

 

GettyImages-927252634.jpg

 Emily Blunt - não é extraordinário, mas está tão fofinha  que tive de escolhê-la para esta lista.

 

 

GettyImages-927265226.jpg

 Gina Rodriguez num dos vestidos mais bonitos da noite! 

 

 

1020 (14).jpeg

Zendaya - Adoro este vestido, não fosse ele Jean batista Valli. A cor podia ter sido outra, mas está bem!

 

 

1020 (15).jpeg

Laura Fernandes - num branco super elegante.

 

 

1020 (16).jpeg

Helen Mirren - num vestido tão simples quanto bonito e que lhe assentou perfeitamente.

 

 

 

 

Imagens Vogue 

 

The Shape of Water foi a estrela dos Óscares

05.03.18

opp.jpg

 

 

 

 

"A Forma da Água", do mexicano Guillermo del Toro, foi o grande vencedor dos Óscares 2018.

 

Contra as expectativas e ao contrário do que aconteceu nos prémios de cinema anteriores, (Globos de Ouro e BAFTA), não foi “Three Billboards Outside Ebbing” ("Três Cartazes à Beira da Estrada") o grande vencedor do Óscar de melhor filme, mas sim “The Shape of Water" (A Forma da Água).

 

 

O filme de Guillermo del Toro, inspirado no filme “Monstro da Lagoa Negra”, de 1954, conta o estranho caso de uma empregada de limpeza muda, que se apaixona por uma criatura aquática, quem nem é homem, nem é peixe e que vive num aquário de um laboratório secreto do governo Norte americano.

 

Este é o quatro galardão que o realizador mexicano recebe, mas estava, este ano, nomeado para treze.

 

“The Shape of Water” acabou por ser o filme que arrecadou mais estatuetas douradas, além das categorias de melhor realizador e melhor filme, “The Shape of Water” arrecadou ainda os Óscares de “Melhor Direção de Arte” e “Melhor Banda Sonora”,

 

 

A 90ª cerimónia dos Óscares aconteceu ontem à noite, no Dolby Theatre, em Hollywood.

 

 

 

Deixo-vos a lista de todos os vencedores:

 

 

  • Melhor Filme: “The Shape of Water” (“A Forma da Água”);
  • Melhor Ator: Gary Oldman, em “Darkest Hour” (“A Hora Mais Negra”);
  • Melhor Atriz: Frances McDormand, em “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri” (“Três Cartazes à Beira da Estrada”);
  • Melhor Ator Secundário: Sam Rockwell, em “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri” (“Três Cartazes à Beira da Estrada”);
  • Melhor Atriz Secundária: Allison Janney, em “I, Tonya” (“Eu, Tonya”);
  • Melhor Realizador: Guillermo del Toro, “The Shape of Water” (“A Forma da Água”)
  • Melhor Filme de Animação: “Coco”;
  • Melhor Curta de Animação: “Dear Basketball”;
  • Melhor Curta-Metragem: “The Silent Child”;
  • Melhor Documentário: “Icarus” (Bryan Fogel e Dan Cogan);
  • Melhor Curta Documental: “Heaven is a Traffic Jam on the 405”;
  • Melhor Montagem: Lee Smith, em “Dunkirk”;
  • Melhor Filme Estrangeiro: “Una Mujer Fantástica” (“Uma Mulher Fantástica”), do Chile;
  • Melhor Fotografia: Roger Deakins, em “Blade Runner 2049”;
  • Melhor Guarda-Roupa: Mark Bridges, em “Phantom Thread” (“A Linha Fantasma”);
  • Melhor Caracterização: Kazuhiro Tsuji, David Malinowski e Lucy Sibbick, em ”Darkest Hour” (“A Hora Mais Negra”);
  • Melhor Banda Sonora: Alexandre Desplat, em “The Shape of Water” (“A Forma da Água);
  • Melhor Canção Original: “Remember Me” (Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez), do filme “Coco”;
  • Melhor Direção de Arte: Paul Denham Austerberry, Shane Vieau e Jeff Melvin, em “The Shape of Water” (“A Forma da Água”);
  • Melhor Edição Sonora: Richard King e Alex Gibson, em “Dunkirk”;
  • Melhor Mistura de Som: Mark Weingarten, Gregg Landaker e Gary A. Rizzo, em “Dunkirk”;
  • Melhores Efeitos Visuais: John Nelson, Paul Lambert, Richard R. Hoover e Gerd Nefzer, em “Blade Runner 2049”;
  • Melhor Argumento Original: Jordan Peele, em “Get Out”;
  • Melhor Argumento Adaptado: James Ivory, em “Call Me By Your Name” (“Chama-me Pelo Teu Nome”).

 

 

 

 

 

Today's Wish...

05.03.18

 

 

O desejo para hoje é mais uma mala...

 

Já a conhecia, mas tem sido uma constante nas mãos de muitas das hit girls que andam pelas semanas da moda e, não restam dúvidas ...  é gira, gira, gira!

 

Podia ser só mais baratinha!

 

 

 

Da Loewe.

 

810.jpg

 

 

321_12_L62_2530_3L.jpg

 

321_12_L62_2530_4D.jpg

 

 

 

Gira , não é?!

 

 

 

 

Pág. 4/4